lisboa

Honest Greens. Bem-vindos à revolução da comida real

Honest Greens. Bem-vindos à revolução da comida real

José e Jair Dimitre © ffmag

Inspirado na tendência de cozinha saudável que prolifera em grandes cidades como Nova Iorque, Los Angeles ou Sydney, o Honest Greens propõe um conceito de restauração saudável, cheio de sabor e com a honestidade como lema, como o seu próprio nome indica. Honestidade é, para esta cadeia de restauração no auge, pertencente em Portugal ao Grupo Plateform, apostar em matérias-primas de proximidade, sazonais e no apoio aos pequenos produtores. E tudo isso se traduz no prato em forma de um menu saudável, variado, e realmente delicioso. 

Frustrados depois de procurarem intensamente ― e não encontrarem ― um espaço de comida saudável, deliciosa, rápida e acessível, o americano Christopher Fuchs, o dinamarquês Rasmus B. e o chef de origem gaulesa Benjamin Bensoussan, empreendedores e verdadeiros amantes da boa comida, decidiram ser eles próprios a criá-lo. A ideia demorou, nada mais nada menos, do que três anos a nascer. Durante todo esse tempo, os três amigos dedicaram-se a percorrer o mundo em busca de inspiração culinária e a selecionar pessoalmente os melhores ingredientes, para por fim conceberem pratos saudáveis, inovadores e que se adaptam a todo o tipo de alimentação e bolsos.

Honest Greens bar. Lisboa

Honest Greens © Plateform

Graças aos seus diferentes trajetórias e experiências, que vão desde trabalhar na cozinha dos melhores restaurantes com estrela Michelin, empreendimentos em empresas tecnológicas, ou a formação do pessoal de sala, o Honest Greens é atualmente uma empresa consciente e em constante evolução, que já dispõe de restaurantes nas Amoreiras, Avenida, Chiado, Parque das Nações e, proximamente, também no Cais do Sodré.

 

Comida rápida e saudável? Sim, no Honest Greens!

O chef Benjamin Bensoussan é o criador da oferta culinária do Honest Greens, responsável por demonstrar que comida rápida e saudável não são, em absoluto, dois conceitos opostos. Com uma grande trajetória profissional no seu currículo, como cozinheiro, a sua formação inicial passou pela mão de Michel Lerouet em Ladurée. Esteve no La Broche, fez diferentes stages em alguns dos melhores restaurantes do mundo, como o Noma, o Mugaritz ou o El Celler de Can Roca, e desenvolveu a sua carreira noutros estabelecimento madrilenos, como o Le Cabrera e o Cien Llaves. Ao comando do Honest Greens, este chef de origem francesa concebeu uma oferta tão leve e saudável como saborosa, onde os máximos protagonistas são os legumes da época. 

Mais de 90% dos produtos do Honest Greens são de origem plant-based. Ainda assim, o seu menu também oferece proteínas animais de origem ética, servidas em doses de tamanhos razoáveis e acompanhadas por muitas verduras e hortaliças frescas. O respeito por todas as dietas é outra das chaves da sua filosofia, oferecendo uma grande variedade de pratos sem glúten, vegetarianos, plant-based ou keto.

Cozinha saudável, Honest Greens

Cozinha saudável © Plateform

O segredo do sucesso feroz do Honest Greens? Técnicas simples e o máximo respeito pelo produto de qualidade, sem processar, sem conservantes artificiais nem açúcares refinados. Guiando-se pela passagem das estações, deixando que seja a própria natureza a decidir o que há no menu e seguindo a dieta dos nossos antecessores: com mais hortaliças, carnes de animais criados ao ar livre, melhores grãos e sementes. Alguns ingredientes são servidos ao natural, as verduras cozem-se o menor tempo possível, outras matérias-primas assam-se, também há proteínas grelhadas e temperos muito curiosos, que dão esse toque original a cada prato que tanto caracteriza a cozinha do Honest Greens. Como é evidente, no seu menu também encontraremos sobremesas 100% caseiras, sem glúten e sem adição de açúcar; chá e café de especialidade, artesanal, orgânico e, claro, de comércio justo. 

«Fazer com que seja mais fácil ter uma vida saudável» é o lema que impera por trás dos restaurantes do Honest Greens, onde é o comensal quem compõe o seu próprio prato em função dos seus gostos e necessidades. Uma relação qualidade-preço insuperável e um sabor muito característico e tão real como irresistível, são as características básicas de identidade deste projeto gastronómico que atualmente está em plena expansão. Com o seu trabalho, o Honest Greens não só contribui para expandir a filosofia de «comer comida real» (uma das tendências gastronómicas que mais triunfam nos nossos dias) mas também fomenta o desenvolvimento e a conservação dos ambientes rurais e o cuidado dos ecossistemas naturais.

Sala de jantar. Honest Greens

Honest Greens © Plateform

You May Also Like

Post

Rei da China e Casa dos Prazeres: 2 novos restaurantes do José Avillez e Estanis Carenzo

Post

Cabazes de Natal para todos os gostos

Post

Celebra o Dia de São Valentim no Restaurante Pesca

Post

Paulo Amado, o Pai dos chefs portugueses